Após a abertura oficiosa da Sede de Campo, milhares de associados passaram a freqüenta-la, especialmente aos sábados, domingos e feriados, quando praticavam várias modalidades desportivas, que ela já oferecia, como futebol, saltos ornamentais, natação, polo aquático, vôlei e basquete.

Entenderam os dirigentes da época, que imediatamente essas práticas deveriam ser regulamentadas, para permitir que fossem desfrutadas com absoluta ordem e disciplina.

Assim foram convidados, para uma primeira reunião na Sede Social, em 27 de julho de 1972, dez esportistas, membros de nossa entidade, que tinham destaque nas diversas modalidades acima mencionadas, para regulariza-las, quer no sentido recreativo como competitivo.

Para tanto, foram nomeados e estiveram presentes -como a foto registra historicamente, da esquerda para a direita- na primeira reunião oficial para assuntos desportivos do Clube Semanal de Cultura Artística, os consócios: Fernando Monteiro (polo aquático), João Mangili (basquete), Marion Meier (vôlei), Raul Hein (saltos ornamentais), João Caetano Monteiro Filho (imprensa), Herculano Florence Teixeira (representante da diretoria executiva e coordenador geral), Valdemar Bolognini (natação), Edmur Ferreira (futebol recreativo), Antonio Carlos Bezerra Brito (futebol infantil) e Adelino Antônio “Nino” Baldo (coordenador e futebol amador).

Esta foi a semente de infindáveis conquistas e grandes realizações…

Antes desta reunião, diversos associados se destacavam nas práticas de saltos ornamentais e futebol, daí ambas terem tido as primeiras equipes formadas para representar o clube oficialmente em competições neste mesmo ano. Obtiveram então, essas duas modalidades, durante os anos 70, grandes resultados e inesquecíveis conquistas, motivando em muito suas práticas na Sede de Campo. Se constituíram no “carro chefe”, condutor de nossas imensas glórias desportivas.