(Durante os festejos pelo 123º aniversário)

Grandes equipes desta modalidade desportiva existiram ao longo dos anos na Sedede Campo, principalmente quando o clube participava dos principais torneios ecampeonatos, que existiam em nossa cidade. Dentre elas, sempre deverá ser lembrada, a que no dia de aniversário de nossa sociedade, em 16 de julho de 1980 conquistou o título máximo da mais importante e aguerrida competição do gênero que existia nesta região, o do “VI Campeonato de Futebol de Salão Rogê Ferreira”.

Normalmente disputado por grande númerode equipes desta cidade e de outras circunvizinhas, este campeonato era realizado anualmente, pela Prefeitura Municipal de Campinas, sob direção da Liga Campineira, e se constituía na vitrine dos jogadores, que seriam selecionados para formação da seleção oficial da cidade, para disputar os “Jogos Regionais”, “Jogos Abertos do Interior” e outros, daí quase todos salonistas campineiros desejarem dele participar…

Cumpre ressaltar que nossa fortíssima representação, composta exclusivamente por associados, cumpriu neste campeonato de 1980, brilhante campanha, realizando 21 jogos, dos quais venceu 18, empatou l e perdeu apenas 2, obtendo resultados dos mais expressivos, principalmente ao bater as equipes congêneres consideradas mais fortes da cidade.

O “patrono” do Campeonato, na época era o diretor do Departamento Municipal de Esportes e presidente da Sociedade Hípica de Campinas, o Sr. Luiz Fernando Rogê Ferreira, que na histórica foto aparece ao lado do então prefeito Francisco Amaral, nosso associado remido e também ex-diretor do Cultura, que entregou pessoalmente, após o jogo decisivo, o troféu municipal “Rogê Ferreira” de campeão, ao “capitão” culturista, José Carlos Nista Mendes. Ainda na mesma seqüência, da esquerda para a direita, vemos o notável goleiro, Ivaldo Soligo, José Carlos Nista Mendes, José Roberto Castanho (mais uma vez artilheiro da equipe) e Amadeu Nucci Filho; em baixo estão: Benedito Fernando Leite do Canto com o “mascotinho” da equipe campeã, seu filho, Thiago Canto, Geraldo Carvalho de Moura, Antônio Luís Trevisam e Marcus Cesarione Monteiro.

Dentre os que estão na foto, apenas o Sr. Luiz Fernando Rogê Ferreira é falecido, enquanto os demais permanecem associados. O excelente goleiro, Ivaldo Soligo, foi obrigado a abandonar o esporte por contusão, enquanto os demais ainda estão em ação.

Esta lembrada e saudosa conquista, se constituiu na época, um agradável presente de aniversário para o Clube Semanal de Cultura Artística, que naquele dia, festejava seu 123º aniversário.

Após a conquista deste título, os associados, Srs. Alfredo Lino Monteiro Viegas e Antonio Lopes Siqueira, considerando as boas possibilidades do clube neste esporte, aceitaram ser diretores da modalidade e contribuíram decisivamente pela sua constante e efetiva prática na entidade, quer recreativa como competitiva, obtendo inúmeras conquistas para nossas cores.

Pelo inconteste e decisivo apoio oferecido a este esporte, após falecimento do Sr. Luiz Fernando Rogê Ferreira, o prefeito Francisco Amaral construiu e dedicou a ele, um ginásio municipal, para prática desta modalidade, no bairro São Bernardo, onde são disputados torneios e competições, quase diariamente, como o homenageado sonhava…