Enquanto a situação já possuía chapa completa para ser reeleita, inclusive Conselho Consultivo, que era composto por 20 membros indicados por uma diretoria, após ser eleita, o Movimento de Renovação, que já alcançara níveis de adesão jamais vistos no clube, tinha que indicar 7 membros para compor a Diretoria Executiva, que representaria a “Chapa Renovação 1977” na eleição. Esse foi o grande problema dos opositores, pois os líderes do movimento, Adelino A. Baldo, Benur A. Braz, José Moacyr Valente Nascimento -os três primeiros mencionados, anos mais tarde se tornaram presidentes- Carlos Cruz, Jamir José Menalli, Ethivaldo Marques Pereira, Lenine Carlos Gomes, Sílvio Mário R. Marcondes e muitos outros, eram considerados jovens, além de solteiros, daí sofrerem comum restrição e preconceito muito influente da época, de “como poderia existir num clube diretor solteiro?”.

Isto originou, que a chapa inscrita para disputar a eleição não fosse formada pelos líderes do movimento, mas quase toda por associados altamente conceituados no seio da sociedade local, sob a liderança do estimado e competente, Afonso Celso Moraes Sampaio. Assim convidados, aceitaram ser candidatos aos 7 cargos em disputa: Afonso Celso Moraes Sampaio -presidente- José Carlos Ferreira -vice- José Moacyr Valente Nascimento -1º secretário- Antonio Carlos Violaro -2º secretário- José Aparecido Ferreira – 1º tesoureiro- Giácomo Gatti- 2º tesoureiro- e Nahin Kachan -orador-

Após vários meses de plena campanha das chapas, onde a chapa opositora contava com número muito maior de adeptos e simpatizantes, a situação soube se valer da prerrogativa de poder marcar a seu critério a data das eleições para o próximo biênio, e a fixou, para o dia útil de 27 de maio de 1977, quarta feira, às 19:30 horas, na sede social. Data lamentável para os opositores, que estudavam no período noturno, além de que na referida noite, haveria jogo semi finalista do campeonato brasileiro de futebol na cidade, reunindo, A.A. Ponte Preta e Grêmio. Apesar desses reveses iniciais, a oposição ainda continuava sendo amplamente favorita para as eleições. Assim, a partir das 18:00 horas da data mencionada, já colocava grande número de eleitores na frente e imediações da sede social, demonstrando sua pujança e absoluta maioria.

Mas, as eleições foram iniciadas com atraso, somente depois das 20 horas, e estranhamente, os situacionistas eram muito poucos no local. Estrategicamente, após abertura da assembléia, foram iniciadas discussões e esclarecimentos das gestões de Argeu pela situação, que se prolongaram por quase duas horas, originando que a votação tivesse início somente cerca das 22:00 horas, horário em que muitos opositores insatisfeitos já tinham deixado o local, em razão das horas de atraso, enquanto os adeptos de Argeu Pires Netto aos poucos adentravam ao local.

Embora o número de presentes apoiadores da “Chapa Renovação 1977” continuasse sendo bem maior no local, seus componentes sentiram, que estavam sendo minados por tática da situacão, que estava sendo aplicada, cujos adeptos gradativamente se faziam presentes para votar, após as 21:30 horas, cerca de quatro horas depois dos opositores haverem maciçamente se concentrado no local.